Num cenário otimista, as vendas cairiam apenas 10%, mas a Boston Consulting revela que a produção mundial está praticamente parada

A Boston, uma consultoria internacional que atua no Brasil, avalia que até mesmo empresas mais fortes, mais estruturadas e saudáveis financeiramente vão rever suas estratégias na retomada das atividades após o fim das regras de isolamento por causa da pandemia do coronavírus.

Mas na análise que fez no setor mundialmente (que representa US$ 5,5 trilhões para a economia global) apresenta cenários bastante otimistas de recuperação para o setor após a crise, pelo menos considerando a situação no Brasil, que já acumula uma queda de 19,6% das vendas (dados no primeiro trimestre + a primeira quinzena de abril)

Na previsão mais otimista, quer dizer, considerando um retorno rápido às atividades, com o fim da quarentena, a queda de vendas no mercado global em 2019 seria de apenas 10%.

E a previsão mais pessimista indica uma queda de até 40% (quer dizer, pode até ser menos).

A consultoria aponta como o cenário mais provável, uma queda de 20% nas vendas este ano.

Os números revelam otimismo, primeiro porque o fim da crise não tem data marcada, a situação é incerta e segundo porque ao dados dos próprios consultores revelam que 95% da capacidade de produção ainda está parada  na Europa e  90% na América do Norte. Na Ásia a retomada das atividades está apenas iniciando.

fonte: https://www.autoinforme.com.br/consultoria-preve-queda-de-20-nas-vendas-globais/